Meditação ancestrais

Ao explorar com atenção o meu corpo físico e os corpos subtis que o rodeiam, encontro em mim pontos que me ligam aos meus ancestrais. Do meu chakra raíz partem raízes, ligações energéticas que me conectam à terra e a esta minha existência no plano físico.


Essa terra em que talvez ainda vivam os meus pais e avós e bisavós e em que pisaram os pés de todos os que já partiram mas que me deram a vida.


Sinto a minha mãe à minha esquerda e o meu pai à minha direita, os dois um pouco atrás de mim.



Dou a minha mão direita ao meu pai e a minha mão esquerda à minha mãe. Atrás da minha mãe está a sua mãe e o seu pai, os meus avós maternos. Atrás do meu pai está a sua mãe e o seu pai, os meus avós paternos.


Atrás dos meus quatro avós estão os seus pais. Atrás dos meus bisavós estão os seus pais e assim sucessivamente. Oito bisavós, 16 trisavós, 32 tetraavós,....2048 decavós.


Uma multidão de seres humanos antecede-me. Sou a linha da frente deste conjunto de pessoas. E os meus filhos, caso os tenha, numa linha à minha frente.


No DNA das minhas células está inscrito um imenso património genético. Sou grata pela minha vida e pelos meus dons. Não reproduzo os padrões que não quero para mim. Preparo-me para deixar de pagar pelos erros de outros, mesmo tendo a minha vida resultado das suas vidas. Preparo-me para cortar o que quero cortar.


Sejam bem-vindos e estejam comigo neste processo de cura e transmutação! Aos meus filhos, se os tiver, passo, com consciência, os benefícios do meu processo de cura e limpeza!


Assim seja!



24 visualizações